COMO SABER SE ALGUÉM LHE ESTÁ A MENTIR

Linguagem corporal e mentiras

1- A expressão física será limitada e rígida, com alguns movimentos do braço e mãos. Movimentos de mão, braço e perna digirem-se ao próprio corpo do mentiroso.

2 – A pessoa que lhe está a mentir evitará contacto visual.

3 – As mãos do mentiroso tocam o rosto, garganta e boca. Tocam ou coçam o nariz ou atrás da orelha. É improvável que toquem a zona do peito com a mão aberta.

Gestos emocionais e contradição:

1 – O momento e a duração dos gestos emocionais e expressão das emoções, estão fora do ritmo normal. A emoção expressa-se fora de tempo, dura mais do que devia e pára de repente.

2 – Não há sincronização entre emoçoes, gestos/expressões e palavras. Por exemplo: ao receber um presente alguém diz “gosto muito”, e sorri depois de o dizer, em vez de o fazer enquanto recebe o presente.

3 – Gestos/expressões não coincidem com a declaração verbal. Por exemplo, dizer “amo-te” com expressão carrancuda.

4 – Quando alguém está a fingir emoções (felicidade, surpresa, espanto, tristeza), as expressões limitam-se a movimentos da boca, em vez de todo o rosto. Por exemplo, quando alguém sorri naturalmente, todo o seu rosto está envolvido: o movimento maxilar/maçãs do rosto, olhos e testa, etc..

Interacções e Reacções

1 – Uma pessoa culpada fica na defensiva. Uma pessoa inocente, frequentemente, passa à ofensiva.

2 – Uma pessoa que mente fica incómoda perante uma pergunta ou acusação e pode virar a cabeça ou o corpo.

3 – O mentiroso pode, inconscientemente, mover objectos (livros, chávenas, copos, etc) entre ele e com quem está a conversar.

O contexto verbal e o conteúdo

1 – O mentiroso usará as suas palavras para responder a uma pergunta. Por exemplo: “Foste tu quem comeu a última bolacha?” O mentiroso responderá: “Não, eu não comi a última bolacha”.

2 – Os mentirosos algumas vezes evitam “mentir” não fazendo declarações directas que implicariam negar algo directamente.

3 – Um culpado pode falar mais do que o natural, adicionando detalhes desnecessários com intenção de o convencer… sentem-se desconfortáveis com o silêncio ou pausas na conversa.

4 – Um mentiroso pode não usar pronomes e falar em tom monótono. Quando uma declaração é verdadeira, o pronome é enfatizado, tanto ou mais que o resto das palavras.

5 – As palavras podem ser deturpadas e ditas em voz baixa e a gramática desconexa. Por outras palavras, as frases serão confusas e sem ênfase.

6 – O uso de linguagem que coloque o mentiroso fora da sua situação.

Outros sinais de mentira:

1 – Se você acredita que alguém está a mentir, então mude rapidamente de assunto, pois o mentiroso o acompanhará e ficará mais relaxado. Um culpado quer mudar de assunto, enquanto que uma pessoa inocente ficará confusa com a mudança de assunto e vai querer voltar ao assunto anterior.

2 – O uso do humor ou sarcasmo para evitar o assunto.

Obviamente, só porque alguém exibe um ou mais dos sinais atrás descritos, não faz dela um mentiroso. Os comportamentos descritos devem ter sempre em conta o comportamento normal das pessoas. A maioria dos especialistas em detecção de mentiras concordam que a combinação de linguagem corporal e outras pistas devem ser usadas para descobrir se o que uma pessoa está a dizer é verdade ou mentira.

FONTE: http://www.blifaloo.com/info/lies.php

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: